Squadra Consultoria: Assessoria, Consultoria e Treinamentos

Seja você mesmo um Captador de Recursos Lei Rouanet: Veja!

Conteúdo do post

Um captador de recursos Lei Rouanet precisa entender tudo sobre o universo da legislação e também sobre os programas de suporte para projetos.

Neste artigo, a Squadra te ajuda a entender tudo sobre o assunto.

Veja quais são os primeiros passos para ser um captador de recursos da Lei Rouanet.

Continue lendo!

Resumo:

  • Ser um captador de recursos pela Lei Rouanet exige compreensão total da legislação e dos programas de suporte a projetos.
  • Os primeiros passos incluem conhecer a Lei Rouanet em detalhes e entender o processo de elaboração e submissão de projetos culturais.
  • Elaborar projetos de forma qualificada é essencial, desde a concepção até a documentação detalhada, respeitando as diretrizes da lei.
  • Conhecimento dos sistemas de submissão de projetos e habilidades de comunicação e negociação são cruciais para o sucesso como captador de recursos.
  • A Squadra oferece cursos abrangentes sobre captação de recursos, elaboração de projetos, o novo TransfereGov e a Lei Rouanet, com recursos práticos e suporte personalizado.

Aprofunde seu conhecimento com nossos cursos:

Como ser um captador de recursos Lei Rouanet?
Como ser um captador de recursos Lei Rouanet?

Como ser um captador de recursos Lei Rouanet?

Para se tornar um captador de recursos eficiente pela Lei Rouanet, é essencial compreender integralmente a lei e seus mecanismos de funcionamento. 

Primeiramente, o captador deve estar familiarizado com o processo de elaboração e submissão de projetos culturais ao Ministério da Cultura. 

O profissional deve ser capaz de identificar projetos culturais que possuam potencial de aprovação e atratividade para potenciais financiadores. 

A capacidade de estabelecer uma rede de contatos relevante, que inclua tanto criadores de projetos culturais quanto possíveis patrocinadores, é fundamental.

Além disso, o captador precisa desenvolver habilidades de comunicação e negociação, para persuadir investidores a aportar recursos em projetos aprovados pela Lei Rouanet

O sucesso nessa área exige persistência, habilidade para lidar com detalhes burocráticos e uma boa compreensão das expectativas e necessidades tanto dos artistas quanto dos patrocinadores.

A seguir, veja etapas fundamentais para se tornar um captador de recursos da Lei Rouanet.

Conhecimento sobre a Lei Rouanet

O primeiro passo, claro, é conhecer a Lei Rouanet em sua totalidade e profundidade.

O conhecimento detalhado sobre a Lei Rouanet é primordial para qualquer captador de recursos. 

A Lei Rouanet, ou Lei Federal de Incentivo à Cultura, permite que pessoas físicas e jurídicas destinem uma parte do imposto de renda devido para o financiamento de projetos culturais. 

O entendimento abrangente sobre como a lei funciona inclui:

  • Saber quais tipos de projetos podem ser enquadrados.
  • As limitações de valores.
  • Os benefícios fiscais oferecidos aos patrocinadores.
  • As categorias de incentivo disponíveis.

Quais são os primeiros passos para captar recursos pela Lei Rouanet?
Quais são os primeiros passos para captar recursos pela Lei Rouanet?

Além disso, é vital conhecer o processo de inscrição e aprovação dos projetos junto ao Ministério da Cultura.

Esse processo envolve critérios específicos de avaliação e prazos rigorosos que devem ser seguidos para a aprovação e posterior captação de recursos.

Veja conteúdos sobre a Lei Rouanet:

É preciso saber elaborar um projeto do início ao fim

A elaboração de um projeto cultural que se qualifique para obter financiamento pela Lei Rouanet abrange várias etapas.

Desde a concepção inicial até a finalização do projeto. O captador deve começar identificando uma ideia de projeto cultural que seja inovadora e tenha apelo público.

É necessário detalhar todos os aspectos do projeto, incluindo objetivos, público-alvo, orçamento detalhado, cronograma de atividades, estratégias de execução e impacto cultural esperado. 

A documentação precisa ser meticulosamente preparada, respeitando as diretrizes da Lei Rouanet, que inclui a justificativa da relevância cultural do projeto, bem como sua viabilidade técnica e financeira. 

Um projeto bem elaborado aumenta significativamente as chances de aprovação pelo Ministério da Cultura.

Veja conteúdos sobre como elaborar projetos culturais:

Conhecer os sistemas de submissão de projetos

O conhecimento dos sistemas de submissão de projetos é essencial para a eficácia no processo de captação de recursos. 

O Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura (SALIC) é a plataforma digital através da qual todos os projetos devem ser cadastrados e submetidos para análise pelo Ministério da Cultura. 

Quais tipos de projetos podem ser financiados pela Lei Rouanet?
Quais tipos de projetos podem ser financiados pela Lei Rouanet?

O captador deve estar familiarizado com todas as funcionalidades do sistema.

Ou seja:

  • Com o processo de cadastramento do proponente.
  • O preenchimento do formulário de apresentação do projeto.
  • A inserção de documentos necessários. 

Além disso, após a submissão, é importante acompanhar o status do projeto dentro do sistema.

E também, estar preparado para responder a possíveis solicitações de ajustes ou fornecer informações adicionais que sejam solicitadas pelos avaliadores.

Veja também:

Poder de negociação e habilidades de comunicação

Possuir habilidades de negociação e comunicação é crucial para qualquer captador de recursos pela Lei Rouanet

O captador deve ser capaz de apresentar os projetos de maneira clara e convincente, destacando seus benefícios culturais e o retorno de imagem para os patrocinadores.

A negociação envolve a apresentação dos projetos e também a habilidade de ouvir ativamente as necessidades e objeções dos potenciais financiadores, adaptando as propostas conforme necessário. 

Além disso, o profissional deve ser hábil em manter relacionamentos de longo prazo com os patrocinadores, garantindo a continuidade do apoio nos futuros projetos. 

Comunicação eficaz inclui desde o diálogo direto com os patrocinadores até a criação de materiais de divulgação.

Até mesmo relatórios de progresso do projeto que sejam claros e informativos são importantes.

Cursos para se tornar um captador de recursos Lei Rouanet

Quer aprender como ser um captador de recursos da Lei Rouanet?

Então, conheça a sua jornada de conhecimento que começa com os cursos da Squadra:

Curso online para captação de recursos

O curso online para captação de recursos oferece uma formação abrangente e detalhada para profissionais que desejam se especializar na obtenção de financiamentos para projetos culturais e outros tipos de iniciativas. 

Composto por 216 vídeos explicativos, o curso cobre todas as etapas e nuances do processo de captação de recursos.

Quais são as estratégias eficazes para captar recursos pela Lei Rouanet?
Quais são as estratégias eficazes para captar recursos pela Lei Rouanet?

Desde a compreensão das leis de incentivo até a negociação com patrocinadores. 

Como um bônus adicional, os participantes têm acesso a 341 arquivos para download, que incluem modelos de documentos, planilhas e outros recursos úteis que podem ser personalizados para cada projeto. 

O curso oferece também tarefas práticas que ajudam a consolidar o aprendizado, um chat interativo para discussão de dúvidas e um suporte exclusivo ao aluno para garantir uma experiência de aprendizado completa

Além disso, os estudantes recebem um certificado de conclusão de 40 horas, validando suas competências adquiridas. 

Com acesso ao curso por um ano, os alunos têm a flexibilidade de aprender no seu próprio ritmo e revisitar o conteúdo conforme necessário para aprimorar suas habilidades de captação de recursos.

Curso online de elaboração de projetos

O curso online de elaboração de projetos é uma excelente opção para aqueles que buscam aperfeiçoar suas habilidades em desenvolver e apresentar projetos de forma profissional e eficaz. 

O curso é composto por 50 vídeos instrutivos que abrangem desde a concepção inicial de um projeto até as técnicas de apresentação e justificativa para captação de recursos. 

Como parte do pacote, os alunos recebem 91 arquivos prontos para download, que incluem modelos de projetos, planilhas de orçamento e outros documentos essenciais que facilitam a aplicação prática do conhecimento adquirido. 

O curso também oferece suporte exclusivo ao aluno, proporcionando um canal direto de comunicação com um tutor através do chat, o que enriquece a experiência de aprendizagem e permite esclarecimento de dúvidas em tempo real. 

Com um ano de acesso ao curso e um certificado de 40 horas ao concluir, os participantes têm a flexibilidade de estudar de acordo com sua disponibilidade.

Garantindo uma compreensão profunda e duradoura dos fundamentos e técnicas de elaboração de projetos.

Curso sobre o novo TransfereGov

O curso online sobre o novo TransfereGov é uma formação detalhada destinada a profissionais envolvidos com gestão de transferências governamentais. 

O curso inclui 74 vídeos explicativos que abrangem todo o processo do sistema, distribuídos em sete módulos que vão desde o acesso até a prestação de contas. 

Os alunos também têm acesso a 51 arquivos para download, que oferecem recursos práticos como formulários e guias. 

Além disso, o curso proporciona um ano de acesso ao conteúdo, suporte exclusivo via chat com um tutor e, ao final, os participantes recebem um certificado de 40 horas. 

Esse treinamento é ideal para quem busca compreender e aplicar eficientemente as funcionalidades do TransfereGov em suas rotinas de trabalho.

Curso sobre a Lei Rouanet

O curso online sobre a Lei Rouanet é uma excelente oportunidade para profissionais aprenderem sobre os incentivos fiscais que essa legislação oferece para o apoio a projetos culturais. 

Com 26 vídeos instrutivos, o curso detalha a aplicação de parcelas do Imposto de Renda em doações ou patrocínios a projetos culturais e ao Fundo Nacional da Cultura (FNC). 

Os participantes também terão acesso a 72 arquivos para download, incluindo modelos e guias práticos, além de tarefas que ajudam a fixar o conteúdo. 

O curso oferece suporte contínuo através de chat com instrutores e concede um certificado de 40 horas ao ser concluído. 

Ideal para quem deseja se aprofundar na utilização da Lei Rouanet para financiamento cultural.

Gostou do Post?
Compartilhe agora mesmo:
Blog - Squadra Consultoria
empresas patrocinadoras

Empresas que já Investiram em Projetos de Captação de Recursos

Empresas que investiram em Projetos de Captação de Recursos de nossos clientes e alcançaram resultados extraordinários.

BAIXE O E-BOOK

*Siga no Instagram para receber o e-book no seu e-mail.

Qual o assunto você tem mais interesse?

Siga-nos no instragram para receber o e-book no seu e-mail