Monitoramento em Saúde

O Planejamento, e neste contexto, compreendido o monitoramento e a avaliação – é inerente a todos profissionais, independentemente de onde atuem.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Monitoramento em Saúde

Squadra Consultoria

O Planejamento, e neste contexto, compreendido o monitoramento e a avaliação – é inerente a todos profissionais, independentemente de onde atuem.

Todavia, aos que atuam na Política Pública de Saúde, é de extrema relevância, uma vez que compreende também a transparência acerca da correta aplicação dos recursos, bem como dos serviços oferecidos e das agendas programadas.

Ademais, em conformidade com o Sistema de Planejamento do SUS, “o planejamento detém enorme potencial para viabilizar o alcance de oportuna resolubilidade das medidas estabelecidas e implementadas”. O que vem a ser uma estratégia qualitativa da gestão.

Para que os serviços de saúde, bem como a gestão do sistema público de saúde tenha resultado satisfatório é importante que os municípios se organizem em áreas estratégicas e conte com pessoas incumbidas de cuidar do processo de planejamento na respectiva esfera de gestão do SUS, sendo de extrema importância que esta equipe de planejamento seja composta por profissionais da saúde e por profissionais das áreas de finanças, uma vez que todo planejamento envolve custos e investimentos.

Organização de Conferências Municipais de Saúde

Sob a orientação do gestor da Saúde, cabe a todos esses profissionais a condução do processo de formulação, monitoramento e avaliação do Plano de Saúde (PS), da Programação Anual de Saúde (PAS) e do Relatório Anual de Gestão (RAG) em conformidade com as legislações vigentes.

Cabe salientar que no tocante a monitoramento e avaliação no setor saúde, o investimento vem se expandido muito, com várias iniciativas que analisam ações e serviços, bem como a gestão.

A gestão, as questões organizacionais, processos, produtos e não somente resultados e impactos são dimensões passíveis de avaliação no âmbito do SUS. Monitoramento em Saúde Pública

Não obstante a avaliação e o monitoramento permitem acompanharmos o processo evolutivo de projetos, serviços e ações, devendo ser levado em consideração pela equipe e rotineiramente realizado, de modo que os resultados deste processo possam oferecer resultados satisfatórios às equipes e/ou possibilidades de adequações e novas estratégias que visem bons resultados.

Conforme estabelecido pela Portaria Nº 3.085/2006 e pela Portaria nº. 3.332/2006. Os instrumentos de planejamento, quais sejam: o Plano de Saúde (PS), a Programação Anual de Saúde (PAS) e o Relatório Anual de Gestão (RAG) são ferramentas essenciais ao planejamento, avaliação e monitoramento das ações em saúde. Instrumentos os quais, são interdependentes, indissociáveis, que viabilizam a dinamicidade e constância do completo processo de planejamento.

Relatório Anual de Gestão (RAG)

Quando falamos em Plano de Saúde, estamos falando de um instrumento que aborda as intenções e os resultados a serem buscados no período de quatro anos, expressos em objetivos, diretrizes e metas.

Quando abordamos acerca da Programação Anual de Saúde (PAS), este instrumento operacionaliza as intenções expressas no Plano de Saúde, apontando o conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, bem como à gestão do SUS.

No tocante ao Relatório Anual de Gestão (RAG), este registra os resultados alcançados com a execução da PAS e orienta eventuais redirecionamentos que se fizerem necessários.

Desta forma, fica evidente a grande necessidade de uma equipe coesa e preparada para atuar neste campo de planejamento na área da saúde. Monitoramento em Saúde Pública

A Squadra Assessoria e Consultoria possui profissionais qualificados e especializados para auxiliar a Gestão Municipal no planejamento da Política de Saúde.

Squadra Consultoria

Artigos Relacionados

Comente Sobre o Conteúdo

Cursos Online

Cursos Presenciais

Nossos Serviços

Últimos Artigos

Participe do nosso grupo no WhatsApp