Conferências Municipais de Assistência Social

Em conformidade com o Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS, o momento de realização das Conferências é uma grande oportunidade para se avaliar em que medida a gestão desta política tem sido assumida como responsabilidade política e pública por todos os atores envolvidos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Conferências Municipais de Assistência Social

Squadra Consultoria

As Conferencias Municipais de Assistência Social têm o objetivo de debater e apresentar propostas para a política pública de Assistência Social, visando à proposição de diretrizes para o aperfeiçoamento das ações, com a participação de todos os segmentos da sociedade que desenvolvem atividades nesta área.

A intenção é colocar em prática iniciativas voltadas para o bem-estar da comunidade – público alvo das ações e serviços em Assistência Social.

As conferências municipais são espaços contributivos, onde gestores, técnicos, prestadores de serviço e usuários se reúnem para juntos discutirem ações e alternativas para o fortalecimento das Políticas Públicas, as quais anseiam por novos olhares e novas perspectivas de resolutividade dos problemas e pelo planejamento de Políticas Públicas que visem ações eficazes na prevenção, promoção e recuperação das pessoas.

A Conferência de Assistência Social é convocada pelo chefe do Poder Executivo, e excepcionalmente pelo Conselho Municipal, a quem cabe estabelecer a periodicidade de convocação, estruturar a comissão organizadora, e convocar a sociedade para a participação nas pré-conferências e conferências, devendo a realização das conferências municipais estarem de acordo com o calendário das Conferências Estaduais e Nacional de Assistência Social, sempre observando a legislação municipal e lembrando que não podem ocorrer com periodicidade maior que a cada quatro anos.

Squadra Consultoria

A data da Conferência Nacional de Assistência é definida pelo Conselho Nacional de Assistência Social e a partir deste momento Estados e Municípios começam a definir suas datas e a realizarem suas conferências, devendo neste viés, ocorrer primeiro a Conferência Municipal, depois a Conferência Estadual e por último a Conferência Nacional de Assistência Social.

Lembrando que o Conselho Nacional de Assistência Social sempre define a data da Conferência Nacional com prazo e tempo hábil para que Estados e Municípios se organizem em suas agendas para realização e participação.

Nas Conferências Municipais são escolhidos os delegados de representatividade local, os quais devem representar o município na Conferência Estadual de Assistência Social, que também vai eleger delegados para a Conferência Nacional.

O papel destes delegados é a defesa das propostas apresentadas, propostas estas de interesse municipal e regional.

Em conformidade com o Conselho Nacional de Assistência Social CNAS, o momento de realização das Conferências é uma grande oportunidade para se avaliar em que medida a gestão desta política tem sido assumida como responsabilidade política e pública por todos os atores envolvidos, como condição para: a consolidação do SUAS; a garantia de direitos socioassistenciais dos usuários e da proteção social não-contributiva; a contribuição para a equidade e a para a redução de desigualdades; a organização das ofertas de modo condizente com as demandas da população brasileira; e a contribuição da Política de Assistência Social para a melhoria das condições de vida e empoderamento dos usuários.

A Squadra Assessoria e Consultoria possui profissionais capacitados para te assessorar na realização das Conferências Municipais, possuindo ainda profissionais capacitados para a realização das palestras, e coordenação dos Grupos Temáticos.

Artigos Relacionados

Comente Sobre o Conteúdo

Cursos Online

Cursos Presenciais

Nossos Serviços

Últimos Artigos

Participe do nosso grupo no WhatsApp